Os benefícios do animal de estimação para as crianças

segunda-feira, 29 de junho de 2015


Quem tem um animal de estimação em casa sabe a diferença que a presença dele pode trazer ao ambiente. O cachorro acaba se tornando um membro da família. Mas, quando o assunto envolve o convívio com as crianças, será que os animais continuam sendo uma boa companhia?

Algumas pesquisas Universidade de Melbourne – Austrália apontam crianças que tiveram animal antes dos 5 anos de idade, posteriormente se tornaram mais resistentes a algumas doenças. Agora as crianças que não teve convívio com animalzinho de estimação estão mais propensas a desenvolver alergias e infecções respiratórias. O fato de respirar o pó das casinhas dos cachorros e até pelos de gatos, demonstraram que o organismo humano desencadeia uma proteção natural conta o vírus RSV, responsável por diversas infecções e problemas respiratórios.

Conheça os benefícios que os animais podem trazer às crianças.

- Responsabilidade

Bebês e crianças que possuem um animal de estimação em casa aprendem melhor e ganham um senso de responsabilidade mais rapidamente do que as crianças que nunca tiveram um animal de estimação. A partir da convivência com animais, a criança aprende a se relacionar com as outras pessoas, desenvolvendo a sensibilidade, a observação, a compreensão e os sentimentos de solidariedade, generosidade, zelo, afeto, carinho e respeito.

- Desenvolvimento físico

Os animaizinhos também podem ser fortes aliados no desenvolvimento físico das crianças através de brincadeiras e exercícios. Os cães, por exemplo, exigem caminhadas diárias, isso pode incitar a criança a fazer passeios e jogos ao ar livre.

- Saúde

Além do afeto, os animais também podem produzir outros benefícios para a saúde. As terapias assistidas por animais são capazes de promover melhoras físicas, sociais, emocionais e cognitivas humanas. Os animais são indicados para pessoas com deficiências sensoriais (cegos e surdos), dificuldades de coordenação motora (ataxia), atrofias musculares, paralisia cerebral, autistas, portadores de Síndrome de Down, distúrbios comportamentais e outras afecções.

Antes de arrumar um cachorro aqui em casa pesquisamos as raças que seria dócil com bebês e escolhemos a raça Fox-paulistinha que é a nova amiguinha do Pedro Augusto e colocamos nome de Pipoca. E o Pedro Augusto também tem um peixinho beta que se chama Tumtum e fica encantado com ele no aquário fica um tempão parado olhando o peixinho nadar. Muito amor aqui em casa nossos animais de estimação!!!

E você também tem um filho de quatro patas? Deixe um comentário sobre o tema aqui também.



Bjus Mari

2 comentários:

Gica Sampaio disse...

Adorooo animaizinhos!! Mas atualmente, não temos nenhum... Mas a ideia tem me passado pela cabeça com frequência! Quem sabe daqui um tempo eu adote um cachorrinho!! :)
Beijos!

mamaedocura.blogspot.com.br

Blog Da Fertilidade à Maternidade! disse...

Muito bom! Aqui em casa temos uma gata e um cachorro, é tudo de bom!
A Gi adora, eles brincam juntos! <3
bjs,
Alê

Postar um comentário